Notícias

17/11/2020

Hospital Pompéia realizará diversas ações em alusão ao novembro Roxo

Compartilhe:

O mês de novembro traz à tona um assunto muito importante para a saúde pública, o da prematuridade infantil. Conhecido como o mês roxo, neste período, o Hospital Pompéia ressalta algumas ações já praticadas e também reforça medidas que podem ajudar na prevenção do nascimento prematuro.

A data faz parte do calendário de temático desde 2009. A partir de então, no dia 17 de novembro, celebra-se o Dia Mundial da Prematuridade, nesta ocasião, se destaca a luta e a dedicação dos prematuros, das famílias e dos profissionais da saúde frente aos desafios que acompanham os nascimentos precoces.

O movimento de conscientização se faz fundamental pelos índices apresentados no Brasil. De acordo com a Organização das Nações Unidas, (ONU), a taxa no país é de 11,5%, sendo uma das mais altas do mundo, com o nascimento de mais de 300 mil bebês prematuros por ano.

Embora esse número seja elevado, a maioria da população não está ciente de que, muitas vezes, é possível prevenir o parto prematuro e as consequências que ele traz para a saúde do bebê.

De acordo com o coordenador médico da UTI Neonatal, André Chiaradia, algumas práticas podem ajudar a evitar o nascimento prematuro do bebê. “Para diminuir essa chance de prematuridade é fundamental realizar o acompanhamento pré-natal, mantendo hábitos saudáveis e seguindo corretamente os tratamentos propostos durante a gestação”, reforça o coordenador.

Ainda conforme a Organização Mundial de Saúde (OMS), no Mundo, cerca de 15 milhões de bebês nascem de forma prematura todos os anos e, infelizmente, 1 milhão deles morrem devido às complicações do parto prematuro. Além disso, a prematuridade é a principal causa de óbito entre crianças menores de cinco anos de idade.

Para combater esses elevados números, a coordenadora para área materno infantil, Fabiane Medina confidencia que a instituição está em atualização constante aliando cuidado e inovação e, além disso, conta com profissionais capacitados. “A equipe multidisciplinar da UTI Neonatal do Hospital Pompéia busca aperfeiçoamento constante, aliando carinho e cuidado humanizado às novas tecnologias, dispondo de 10 leitos para bem atender Caxias do Sul e região”.

A importância da instituição é demostrada nas estatísticas de recém-nascidos recebidos por ano. Em 2019, foram 226, dando uma média de 19 internações por mês, com variação de 7 à 65 dias de permanência.

O cuidado não fica restrito apenas ao bebê, mas sim, a toda sua rede familiar. “Além da assistência aos prematuros, o suporte às famílias é indispensável. Os profissionais buscam estabelecer vínculo entre os bebês e os pais, encorajando para os cuidados pós alta hospitalar e possíveis desafios que possam surgir”, finaliza a enfermeira.

Para marcar e conscientizar, o Hospital Pompéia programou uma Semana de Sensibilização para a Prematuridade, do dia 16 à 20 de novembro.

Confira o calendário de ações:

16/11 à 20/11 – Luzes Roxas no Jardim do Hospital;

16/11 – Colocação do Arco e Banner no corredor de entrada da UTI NEO;

17/11 – Divulgação das fotos dos prematuros, nas páginas sociais da instituição;

17/11 e 18/11 – Entrega de lacinhos e gravatas aos pais como lembrança;

20/11 – Postagem nas redes sociais das fotos com a Equipe, alusivos ao fechamento da semana de Sensibilização.

Compartilhe: